sábado, agosto 6Sejam todos bem vindos! Deixe sua opinião sobre nosso conteúdo

Determinação do  Juiz do STF Alexandre de Moraes para excluir publicações que associam  o PT e ex-presidente Lula a facção criminosa PCC causa polêmica no Brasil

Views: 121
0 0
Read Time:2 Minute, 18 Second

O Presidente interino do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, na noite do último domingo (17), determinou que os perfis, entre eles os do senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) e da deputada Carla Zambelli (PL-SP), apaguem publicações que associam o ex-presidente Lula e o PT à facção criminosa do PCC. Postagens mencionadas na decisão também ligavam o político e o partido à morte de Celso Daniel e ao Nazismo. Procurada pelo UOL, Zambelli disse que lamenta a “tentativa de censura”.

A postagem em questão, é uma publicação da Revista Veja Publicada em 1 jul 2022 às 17h03 que menciona trechos da delação premiada do empresário Marcos Valério a PF, que diz que o ex-prefeito Celso Daniel que foi assassinado, teria dossiê com detalhes de financiamento ilegal de petistas. Veja abaixo a matéria completa.

https://veja.abril.com.br/politica/exclusivo-marcos-valerio-delata-relacao-do-pt-com-o-pcc/

Segundo o ministro a determinação atende a uma representação apresentada à corte eleitoral pelo PT. A legenda questionou no TSE três peças de desinformação compartilhadas nas redes sociais. O problema é que a maioria que estão compartilhando a “publicação em questão”, extraiu da publicação da matéria da revista acima citada, onde a mesma reporta com tamanha veracidade o escândalo do mensalão, pelo qual o empresário Marcos Valério Fernandes de Souza foi condenado a 37 anos de cadeia, atuou como operador de pagamentos a parlamentares em troca de apoio no Congresso ao então recém-eleito governo Lula.  A revista VEJA revela trechos inéditos da delação premiada que o publicitário fechou com a Polícia Federal – e que foi homologada pelo ministro aposentado do STF Celso de Mello.

OPINIÃO – Nelson Ferreira

Infelizmente as marcas deixadas por vários escândalos envolvendo corrupção durante a gestão do governo do PT no Brasil, não podem ser apagadas, os relatos publicados pela imprensa, são tão vívidos que atravessam décadas e se imortalizam através de arquivos que se renovam a cada dia. É muito comum que os mesmos sejam usados em período eleitoral para postagens em Redes Sociais. Podemos entender uma solicitação  de representação ao STF, mais não temos como entender que, um Juiz do alto escalão do judiciário brasileiro possa impedir que cidadãos lembrem, postem e compartilhem informação verídica e embasada, tirando do brasileiro o seu direito de argumentação, diálogo, protesto, defesa, o seu direito de fala.

Se a direção do PT e o ex-presidente Lula entendem que estão sendo violados e feridos pelos compartilhamentos da publicação em questão, deveriam entrar com uma representação contra a publicação da matéria da revista acima citada, contra tantos  outros órgão de imprensa que de alguma forma publicou tamanhos escândalos do passado e vem publicando do presente.  

“O Brasil não pode ter seus direitos tolidos!”

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

× Como posso te ajudar?